Contos de Terror

Dentes tão Brancos

Dentes tão Brancos
        Andréia entrou em casa às três da manhã e encontrou sua mãe em pânico.     _ Minha filha, o que aconteceu?     _ Não sei.     Não era mentira. E estava perturbada demais para inventar uma desculpa qualquer.     _ Como não sabe?...

—————

Os Três Cachorros do Senhor Heitor

Os Três Cachorros do Senhor Heitor
  Quando Zé Luiz apareceu morto, atrás do banco da pracinha, a cidade toda correu para ver. Até aí, nenhuma novidade. Cidade pequena é assim mesmo. Morte é sempre notícia. Todo mundo quer olhar, dar palpite, fazer comentários e, no fundo, dar graças a Deus porque não foi ninguém...

—————

O Chapéu de Guizos Chinês

O Chapéu de Guizos Chinês
    Ouço vozes. Sempre ouvi, desde muito criança. Para mim, nunca existiu nada de excepcional nisso. Aprendi a dialogar com elas, a perceber quando estavam só zoando de mim, quando falavam sério,ou quando refletiam apenas a solidão de seres exilados num mundo que ainda hoje não consigo...

—————

A Procissão

A Procissão
    Eram quatro amigos, todos estavam na mesma rua deserta no meio da madrugada, mas foi só Adriano quem viu a procissão.     Nem Tomé, nem Carlos, nem Marita perceberam o motivo da perturbação do amigo, que parou, de repente, com os olhos arregalados na direção do fim da rua....

—————

O Fruto da Figueira Velha

O Fruto da Figueira Velha
    Denise não acreditava em casa mal-assombrada. Não há nada que dez baldes de tinta fresca não resolvam, costumava dizer. Além disso, ficou louca quando viu o casarão à venda. Era simplesmente espetacular. Tinha um excelente terreno para afzer jardim e quintal, três salas imensas, cinco...

—————

Devolva minha Aliança

Devolva minha Aliança
Pedro e Antônio foram criados na mesma rua, ao fim da qual havia um pequeno cemitério. Pequeno mesmo, assim como a cidade, que não passava de mil habitantes. Costumavam brincar por lá durante o dia, apesar das advertências das mães. Elas sabiam respeitar o campo santo e não gostavam nem um pouco de...

—————

Crianças à Venda - Tratar Aqui

Crianças à Venda - Tratar Aqui
Todos disseram que Marialva era louca e desalmada quando ela pôs os filhos à venda. Até o padre tentou demovê-la de ideia tão cruel. Mas nada adiantou. A mulher era obstinada. “Quero que eles tenham um futuro melhor que o meu”, ela repetia. Olhando bem para o lugar, quem poderia condená-la? Um...

—————

Sete Ossos e Uma Maldição (A Boneca Espanhola)

Sete Ossos e Uma Maldição (A Boneca Espanhola)
   Se não fosse pelos pesadelos que vinha tendo pelos últimos dias, Clara não acreditaria na orientação recebida da tia. Mas eles não falhavam. Toda noite, uma mulher surgia no meio de seus sonhos e sussurava: "Meus ossos!". Não coneguia ver o rosto da mulher nem mesmo suas roupas, só uma...

—————